Ilhas Fiji



O destino

Ilhas Fiji


O primeiro país do Mundo onde se inicia um novo dia.

O clima aprazível, as praias e uma paisagem deslumbrante convidam os casais a conhecer este magnífico arquipélago, de formação rochosa e de recifes. Este é sem dúvida um destino de sonho. Para muitos será mesmo a viagem de suas vidas. A tranquilidade, as praias com as suas águas transparentes, o clima e o magnífico espólio natural são maravilhosos, belos, encantadores.

O arquipélago de Fiji fica localizado no Pacífico Sul, a cerca de três mil quilómetros a Leste da Austrália e a 1930 quilômetros a Sul do Equador.

Situadas no centro do Oceano Pacífico, as Ilhas Fiji são o primeiro país do Mundo onde se inicia um novo dia. São 230 mil quilómetros quadrados de paraíso. O arquipélago é constituído por 322 ilhas mas apenas 105 são habitadas. Existem diferentes pólos de interesse. Na capital, Suva, existem muitas lojas antigas e mercados tradicionais. O National Museum, o velho edifício do Parlamento e o Centro Cultural, na ilha Orchid, são locais a visitar. Não se esqueça da gastronomia local, repleta de fabulosos mariscos.

O clima tropical temperado faz das Fiji um ótimo destino em qualquer altura do ano, mas o ideal é visitar o país durante a estação seca, entre maio e outubro: as temperaturas são mais frescas, há menos umidade e chuva, além de menores possibilidades de ocorrerem ciclones.

Fiji é um paraíso para as atividades ao ar livre. Os inúmeros recifes que as ilhas encerram são esplêndidos para desportos aquáticos. Algumas praias oferecem ótimas ondas para a prática do surf, embora seja preciso um barco para sair das zonas de recife e chegar à linha de rebentação. Em terra firme, os visitantes podem andar de bicicleta, fazer "trekking" e montar a cavalo, ou então, observar as aves autóctones e explorar as várias estações arqueológicas das Fiji.

Para quem gosta de caminhar a dica é ir para o interior da ilha e conhecer o solo vulcânico seguindo ruma a cachoeiras gigantes escondidas na floresta, sem falar das vilas isoladas. Uma grande aventura, na certa, repleta de belas paisagens.

Além de todas as belezas naturais de encher os olhos, o povo de Fuji é incrível; eles são uma mistura de povos locais antigos com influências européias e orientais. Não é a toa que toda essa parte exótica humana acabou criando 15 palavras só para definir "paraíso".

Nas ilhas Fiji são falados três idiomas, que são as línguas oficiais do país: o fijiano, idioma dos habitantes nativos das ilhas, o inglês, devido à colonização britânica no século XIX, e uma variante do hindi chamada de hindi fijiano trazida por imigrantes indianos.

Esse maravilhoso local é protegido do turismo de massa por causa dos 700 mil fijianos que consideram a sua terra sagrada e não pode ser vendida para estrangeiros. Por isso os hotéis são pequenos e charmosos, com poucos quartos e muitos chalés locais chamados de burês.


Ilhas Fiji

O que visitar


Suva
A capital de Fiji, Suva, fica situada na costa sudeste da ilha de Viti Levu. Enquanto Nadi, na parte ocidental desta ilha, é o centro de turismo do país, Suva é o centro político e administrativo e também o principal porto do arquipélago. Metade da população das Fiji concentra-se na capital e nos seus subúrbios.

Suva é uma das maiores e mais sofisticadas cidades do Pacífico Sul, tanto que é ali que está instalada a Universidade do Pacífico Sul. Vale à pena visitar o fascinante Museu Fiji e os inúmeros edifícios coloniais. É uma cidade multicultural, com inúmeras mesquitas, templos, igrejas e centros culturais. A Catedral Católica Romana (1902) é um dos seus ex-líbris. Na encantadora zona ribeirinha da cidade, o Mercado Municipal de Suva é de visita obrigatória, com o seu animado colorido de bancas de exóticas frutas e vegetais, peixes, mariscos e especiarias.

Grupo Mamanuca
As Mamanucas são um conjunto de pequenas ilhas que se situam mesmo junto à costa ocidental de Viti Levu e de fácil acesso via barco a partir de Nadi. Pode-se fazer uma viagem de um dia para conhecê-las, mas também é possível ficar num dos vários "resorts" que as ilhas oferecem.

As ilhas são muito populares para quem gosta de mergulho, "snorkelling", surfe ou simplesmente de se estender nas belas praias de areais brancas. Os maravilhosos recifes e os coloridos peixes destas águas fazem do "snorkelling" uma das actividades preferidas dos visitantes. Apenas algumas das ilhas, como Monu e Monuriki, encerram grandes áreas de floresta nativa que constituem "habitat" de muitas espécies de aves e répteis.

Sigatoka
Sigatoka é uma pequena cidade situada na costa sul de Viti Levu, 61 km a sul de Nadi e 127 km a ocidente de Suva, e que se estende ao longo das margens do segundo maior rio de Fiji. É, essencialmente, uma comunidade de agricultores, mas também concentra inúmeros serviços que dão apoio aos "resorts" da Coral Coast. Existe um animado mercado, uma grande mesquita e alguns lugares para ficar e comer.

Um dos locais mais fantásticos é a estranha e fantasiosa mansão que se impõe no alto de uma colina sobranceira à cidade. Sigatoka é um bom ponto de partida para explorar as enormes dunas de areias que se encontram às portas da cidade, toda a costa sul da ilha e o Vale Sigatoka, uma faixa de terra muito fértil que encerra cerca de 200 locais de interesse cultural e arqueológico, incluindo o Forte Tavuni Hill, construído no século XVIII.

Nausori Highlands
No interior da ilha de Viti Levu os visitantes encontram fantásticas paisagens e as aldeais remotas das Nausori Highlands, sendo a de Navala, talvez, a mais pitoresca de todas as aldeias das Fiji. Enquanto a maior parte dos habitantes das ilhas preferem o cimento armado, quase todas as casas de Navala são "burês" tradicionais arranjados em volta de avenidas com um passeio central que desce em direção ao rio.

Não aparecem muitos visitantes e é de boa educação perguntar pelo chefe da aldeia para lhe pedir autorização para visitar e tirar fotografias da aldeia. Mais para o ocidente, a aldeia de Bukuya também merece uma visita.