Tahaa



O destino

Polinésia Francesa


Praias de areia muito branca e um mar que apresenta uma infinidade de tons de azul

As 118 ilhas e atóis que compõem a Polinésia Francesa, no Pacífico Sul, ocupam uma área que equivale à metade do tamanho do Brasil. Incluindo água e terra, são mais de 4 milhões de quilômetros quadrados no meio do Pacífico Sul.

Chamada pelos habitantes locais de "Tahiti et ses iles" (Tahiti e suas ilhas), a Polinésia fica literalmente longe de tudo e no meio do nada. Um paraíso muito exclusivo! O país mais próximo é a Nova Zelândia, 4.000 quilômetros a sudeste. Mas vale lembrar que mesmo os neozelandeses se sentem isolados do mundo.

A Polinésia é formada por cinco arquipélagos: ilhas da Sociedade, Marquesas (onde morreu o pintor Paul Gauguin), Austrais, Mangarevas e Tuamotu. Entre os arquipélagos, o mais famoso, e frequentado, é o da Sociedade, onde se encontra a maior ilha da região, o Taiti (a porta de entrada de todos os turistas que visitam a região), além das ilhas de Bora Bora e Moorea.

A região é produto de erupções vulcânicas. Elas resultaram em ilhas montanhosas (há picos que superam os 1.200 metros de altitude), com vasta vegetação tropical, plantações de ananás e coco, praias de areia muito branca e um mar que apresenta uma infinidade de tons de azul, dependendo da profundidade da água e dos corais no fundo.


A ilha

Tahaa: lua de mel com muito luxo


Tahaa, com o rico aroma de baunilha fluindo pelo ar, oferece um vislumbre excepcional da vida tradicional e tranquila dos taitianos. Tahaa está repleta de beleza simples que encantam os casais em lua de mel: a ilha tem forma de flor, as formas suaves da montanha central é rodeada por um motu minúsculo, com praias de areia clara. Nos vales férteis de corte no interior da ilha, os fazendeiros locais cultivam melancia e baunilha.
"Ilha Uporu", mais conhecida como Tahaa, é um paraíso selvagem, localizado 230 km a oeste do Tahiti, no arquipélago das Ilhas da Sociedade.

Muito rica, com uma infinidade de tesouros, Tahaa já foi objeto de rivalidade entre os reis das ilhas de Raiatea e Bora Bora, durante os séculos XVIII e XIX. Numerosos sítios arqueológicos atestam esta parte da história. Mais de 40 sitios arqueológicos e 100 estruturas, por vezes, engolidas pela lagoa azul, já foram identificadas na ilha.

Tahaa é muitas vezes chamada de "Vanilla Island", por ser responsável por 70% da produção de baunilha da Polinésia, estimada em 25 toneladas por ano. A baunilha é estraída de uma preciosa orquídea que cresce sob a sombra da floresta tropical úmida em Tahaa. As flores são cultivadas por homens casados e apaixonados.

Tahaa é uma terra de paixão, uma terra que os homens escolhem para viver em harmonia com a natureza, seus dons generosos e sua beleza intocada.

O Le Tahaa Island Resort & Spa é o melhor refúgio exclusivo em praias brilhantes das águas do Pacífico Sul.

Inaugurado em julho de 2002, este é o resort mais exclusivo de toda a Polinésia Francesa.

Soberbamente localizado no Motu Tautau, sobre um recife de coral, o resort está voltado para a ilha de Tahaa (lado da lagoa) e oferece uma vista inigualável da ilha de Bora Bora (no lado do oceano).

O resort possui somente 48 bangalôs sobre as águas e 12 suítes em terra.

As áreas públicas são repletas de árvores e jardins, proporcionando uma vista deslumbrante sobre a lagoa e a Ilha Tahaa.